quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Efésios 3.11 “Segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus nosso Senhor”.
Vivemos nos últimos dias, mas quanta mistura e confusão no meio do povo de Deus. Como a igreja tem perdido seu significado e sua essência.
Precisamos com urgência retornar a Palavra e ao guiar do Espírito Santo. Ele é o único mestre de toda assembleia.
                                                               
Ef.1.22-23 – E pôs todas as coisas debaixo dos seus pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que tudo enche em todas as coisa.
Cl 1.18 – Ele é o cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia.
Estes dois textos nos dão uma das mais belas definições do que é igreja.
A igreja não é um prédio, não é um lugar onde as pessoas se ajuntam para se verem uma vez por semanaA igreja é o corpo de CristoQuanto esta verdade precisa ser revelada ao nosso coração! Nós estamos ligados ao Cabeça que é Cristo, nós respondemos a Ele, vivemos Nele, por Ele e para Ele. A igreja moderna tem circulado em torno do que não é centro. Cristo tem ficado do lado de fora.
A igreja é governada por Ele, o Espírito Santo foi enviado para conduzir e revelar Cristo, “apresentar como virgem pura a um só esposo, que é Cristo”.
A igreja é um organismo vivo, é um templo de pedras vivas. Nós somos as pedras vivas que estão sendo lapidadas pelo caminho da cruz. O Espírito Santo está edificando uma casa espiritual, que é a igreja.

Ef 3.10 “Para que, pela igreja a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida...”
 O corpo de Cristo é um, mas muitos membros. Todos desempenham seus serviços, não somente alguns. Nós só podemos desfrutar do pleno conhecimento e sabedoria de Deus através de todos, porque cada membro expressa uma medida de Cristo. Podemos conhecer junto com todos os santos qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade do amor de Cristo.

Ef 1.9-10 – Desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito (bom prazer) que propusera em Cristo, de fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu como as da terra.
Deus estabeleceu, no seu conselho eterno ou propósito eterno que: Seu Filho tenha toda a primazia e glória, de fazer convergir ou resumir em Cristo todas as coisas. Nós que somos a igreja, mesmo sendo preciosa para o Senhor, não somos o centro. Cristo é o centro e nós fomos redimidos para Ele. Tudo que Deus fez Ele fez no Filho, por meio do Filho e para o Filho.“Porque dele e por meio dele e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém” Rm 11.32.

Efésios 1.4 “assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele”.
Partimos do ponto de vista de Deus. Nosso ponto de partida é em Deus, antes dos tempos eternos. É aí que precisamos ver as coisas:
Precisamos ver a igreja como Deus vê, ver a nossa vida como Deus vê e assim  todas as coisas.
Quando o Senhor redimiu o homem qual é o foco? Para que ele fez isto?
2 Co 5.15 – E ele morreu por todos , para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por ele morreu e ressuscitou.
Somos Dele e vivemos para Ele e não para nós mesmos. Colocando de outra maneira, Ele nos regenerou para termos comunhão com Ele. Nós recebemos da sua vida e natureza para vivermos em união com Ele.
Sabemos que todas as coisas cooperam para bem daquele que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Porquanto aos que de ante mão conheceu, também os predestinou para serem conforme a imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. Rm 8.28-29.
Ele nos regenerou para sermos conformados à imagem do Seu Filho. Se nós verdadeiramente cremos no Senhor Jesus, nascemos do alto, então participamos da sua vida, mas não só isto. Ele deseja que nós, a sua igreja, tenhamos sua expressão e caráter.
Essa é a nossa predestinação, “sermos transformado de glória em glória, na sua própria imagem”.
Todas as coisas cooperam para o bem do propósito de Deus, não para nosso bem, mas para o bem de Deus. Você vê o quanto isto é diferente e quão distante nós estamos como igreja daquilo que Deus estabeleceu?

Veja Seu propósito:
Deus o Pai - uma família de filhos semelhantes ao seu Filho unigênito, que se tornou primogênito entre muitos irmãos.
Deus o Filho  um corpo com o qual ele possa se relacionar por toda eternidade. Qual é o nome desse corpo? A igreja. Uma igreja que tenha Seu conteúdo interior, e tenha sua expressão. “Esta, afinal, é ossos dos meus ossos carne da minha carne”.Gn 2.23
Deus Espírito Santo  Um templo de pedras vivas para habitação de Deus no Espírito.
Toda a tri-unidade Santa deve ser vista numa linha horizontal, porque nenhum é maior ou menor do que Deus, todos cumprem um único propósito, que rege toda a palavra de Deus de Gêneses a Apocalipse.
Nosso desejo é conhecer a pessoa Gloriosa do Senhor Jesus e sua obra, este é o assunto de toda a eternidade.
Estamos reunidos debaixo de um único nome, O nome do Senhor Jesus. Nenhum outro nome, nenhuma placa e nenhuma forma humana. Reunimos em torno da sua palavra e Sua Pessoa. Ele é o Verbo da Vida.

“O Espírito e a noiva dizem vem” Ap.22.17